Tabacaria Martins encerra este mês para se transformar num imobiliário de luxo


É uma das raríssimas tabacarias antigas de Lisboa ainda em actividade e vai fechar no final deste mês. Estamos a falar da Tabacaria Martins, localizada no Largo do Calhariz, que se encontra praticamente igual ao que era aquando da sua inauguração em finais do século XIX, o que lhe confere ainda mais valor. Os proprietários da loja centenária tentaram negociar a cedência do espaço mas a vontade do senhorio em não renovar o contrato acabou por se revelar mais forte.

Os novos donos do imóvel, adquirido por um fundo imobiliário inglês, em junho do ano passado, querem converter o espaço num prédio com apartamentos de luxo, ficando a atual gerente –  Ana Martins de 61 anos, neta do fundador da tabacaria, Manoel Francisco Nunes Martins – e três funcionários, desempregados.

Ana Martins disse, em entrevista ao site de informação generalista O Corvo, que considera este desenlace  “insólito” e “contraditório”, tendo em conta o facto de o estabelecimento ser parte de vários instrumentos de proteção, como o Inventário Municipal de Património, anexo ao Plano Director Municipal (PDM), estar inserida no conjunto de Interesse Público da Lisboa Pombalina, e, ainda, ter sido incluído na lista das “Lojas com História”, uma classificação atribuída pela câmara de Lisboa a 63 lojas centenárias da capital portuguesa no verão do ano passado. “Ganhámos a classificação em julho e agora acontece isto. Percebe-se que estes instrumentos são apenas bandeiras, sem aplicação prática e que pouco ou nada significam. Nada na lei nos defende de uma situação destas”, criticou Ana Martins.

“O poder político não faz muito neste campo. Ou passa a haver em Lisboa, como noutras cidades europeias, instrumentos para proteger as lojas simbólicas contra tais situações, ou isto vai continuar a acontecer, a descaracterização da cidade”, considerou, ainda.

A Tabacaria Martins é conhecida pela qualidade da oferta dos seus produtos de tabaco, de imprensa nacional e estrangeira e dos artigos de papelaria, assim como, por ter sido das primeiras tabacarias a vender lotarias.

 

 

Related posts

Leave a comment